segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

"Escafandro e Borboleta" - Resumo

Aos 43 anos Jean-Dominique Baudy, editor da revista ELLE, sofreu um acidente vascular cerebral, deixando-o totalmente paralisado. A única excepção era um olho e...a sua mente.

Depois de "receber" esta notícia dos médicos, abateu-se nele um "pesadelo", chegando mesmo a desejar morrer.

"Palavra alguma exprime aquilo que me invadiu..."

No entanto, descobre que a sua memória e imaginação estão "bem vivas", decide escrever um livro, através de um sistema de comunicação desenvolvido pela sua ortofonista. A dedicação e empenho desta técnica levam o paciente a alcançar resultados espantosos.

Detesta o domingo, pois "este é uma longa travessia no deserto"...sem nenhuma das habituais técnicas que o acompanhavam regularmente.

Letra a letra, ideia a ideia, de forma detalhada vai comunicando, transmitindo as suas angústias, as suas vivências, acabando por escrever a sua auto-biografia.

Quando se pensavam estar a alcançar melhorias significativas, Jean Baudy sofre uma pneumonia, acabando por morrer dias mais tarde. Mas não sem antes recordar o episódio que o leva a ficar paralisado, acabando por dedicar o livro a pessoas muito especiais.

Feche os olhos e deixe-se levar por esta história e pelas suas emoções.

Um filme premiado e essencial para quem trabalha na Educação Especial.

3 comentários:

  1. :0) calculei q gostasses! fantástico. Mais uma prova de que não se deve desistir, nunca.

    ResponderEliminar
  2. olhei o filme e não gostei.

    ResponderEliminar