sábado, 10 de julho de 2010

IV Seminário das Perturbações do Espectro do Autismo: "Compreender o Autismo"

No dia 8 de Julho de 2010 decorreu, no Instituto Superior Politécnico de Setúbal, o IV Seminário das Perturbações do Espectro do Autismo: "Compreender o Autismo". Este Seminário foi organizado pela APPDA de Setúbal. E contou com um auditório cheio de gente jovem.

De realçar os esforços realizados por esta Associação para capacitar a pessoa com Autismo, bem como pelo trabalho efectuado que vai superando obstáculos no dia-a-dia contribuindo dessa forma para a construção de uma sociedade mais inclusiva.


As Palestras ficaram a cargo do Dr. Humberto Santos, presidente da APD, da Dr.ª Guiomar Oliveira, Pediatra do Neurodesenvolvimentoda Unidade de Autismo do Hospital Pediátrico de Coimbra do Hospital Pediátrico de Coimbra, Dr.ª Joana Almeida, Psicóloga da Unidade de Autismo do Hospital Pediátrico de Coimbra e Dr.ª Teresa São Miguel, Professora de Educação Especial da Unidade de Autismo do Hospital Pediátrico de Coimbra.


Muito haveria a dizer sobre estas palestras que foram ricas em informação, onde todos os dinamizadores demonstraram muita qualidade, grande profissionalismo e boa disposição.


O Dr. Humberto começou por fazer uma breve apresentação da Associação Portuguesa de Deficientes (APD) apresentando os objectivos, os valores os princípios em que a referida associação assenta o seu trabalho diariamente.

Deu-nos um "olhar" sobre a evolução do conceito de deficiência, demonstrando as diferenças entre o Modelo Médico ("a deficiência como problema'') e o Modelo Social (''A forma como a sociedade está estruturada é o problema").

"Todos os direitos Humanos para Todas as Pessoas!"

Não há desenvolvimento económico, social, enquanto não houver um desenvolvimento inclusivo.

Com a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência há uma mudança de paradigma onde a pessoa com deficiência deixa de ser vista enquanto "objecto'' e passa a ser visto como ''sujeito'. Deixa de ser "incapacitado", ''física ou mentalmente inaptos' para ser uma pessoa com deficiência.
Todas as actividades devem incluir a participação das pessoas com deficiência. Não se devem esquecer as potencialidades que as pessoas com deficiência.

A Dr.ª Guiomar trouxe até nós a "Investigação Etiológica" que está ser realizada...Referiu que "meio mundo" está atrás da causa do Autismo. Informou que já houve alguns avanços, mas não tantos como era esperado e muito menos pelo que era esperado pelas Famílias. Ainda há muito para fazer...

Terminou a sua apresentação dizendo: "Deixem-nos ser felizes. As crianças com Autismo têm as mesmas emoções que nós, só que por coisas diferentes".

A parte da tarde começou com a Dr.ª Joana Almeida a falar sobre "Autismo e Avaliação Funcional". Mostrou as diversas escalas utilizadas pela equipa multidisciplinar para o diagnóstico de Autismo.
Estas avaliações são importantes para sabermos quais as áreas a trabalhar, de modo a adequarmos estratégias específicas para cada criança.

Foi a vez da Dr.ª Teresa São Miguel falar um pouco sobre a "Intervenção Escolar". Apresentou-nos alguns casos e a partir desses casos pudemos ver a grande variabilidade de características.
A disparidade de casos é muito grande, "cada um é cada um"...Importa sim respeitar as diferenças e dar apoio às famílias. Apresentou-nos ainda as dificuldades comuns (as gerais, mas lembrando sempre que cada caso é um caso) e a forma como trabalha com essas crianças.

Excelente iniciativa de uma Associação que está de Parabéns pelo sucesso alcançado...

Para finalizar gostaria de deixar-vos com uma mensagem do Dr. Humberto Santos...

"Podem esquecer o meu rosto mas não se esqueçam da mensagem que aqui passei:

As notas como as pessoas com deficiência...podem estar sujas, amachucadas...mas nunca ...perdem o seu valor."

2 comentários:

  1. Bom resumo e boas máximas. O valor da diversidade.

    ResponderEliminar
  2. Obrigado...pena não teres estado presente :(

    ResponderEliminar